26 de junho de 2018


Congresso das Santas Casas vai apresentar os pleitos da Saúde aos presidenciáveis

Marcado para começar no dia 15 de agosto, Dia Nacional das Misericórdias, a 28ª edição do Congresso nacional das Santas Casas vai receber presidenciáveis em sua programação, para discutir as necessidades da Saúde no próximo mandato

Brasília recebe, nos dias 15 e 16 de agosto, o 28º Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, com o tema central “A evolução de uma história: novas políticas, gestão e parcerias”. O evento, que espera contar com 600 participantes, dentre administradores hospitalares, provedores, advogados, autoridades e especialistas, será realizado no Hotel Nacional. As inscrições podem ser feitas no site oficial do evento: www.cmb.org.br/congresso.

Nesta edição do Congresso da CMB, serão convidados especialistas para debater, especialmente, os desafios atuais enfrentados pelas entidades e os passos necessários para chegar ao futuro, mantendo a qualidade de seus serviços, o cuidado com os pacientes e a valorização de seus funcionários. Nesse contexto, também serão exaltados o Dia Nacional das Misericórdias, comemorado no dia 15 de agosto; os 55 anos de representatividade da CMB; e os 30 anos do SUS, contando com a parceria das santas casas e hospitais sem fins lucrativos. “Queremos relembrar o papel de nossas entidades junto à sociedade, falar dos desafios que enfrentamos e das escolhas que precisamos fazer para garantirmos nossa sustentabilidade no futuro”, disse o presidente da CMB, Edson Rogatti.

Programação

As atividades começam no dia 15 de agosto, às 8h, o Café da Manhã com Parlamentares, proporcionando um momento de aproximação entre os hospitais e seus representantes no Congresso Nacional. Este é o terceiro ano que o café da manhã é realizado. Assim como nas demais edições, deputados e senadores receberão os pleitos dos hospitais e da Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB), além de terem a oportunidade de fortalecer o apoio com suas bases.

Segundo o presidente da CMB, Edson Rogatti, o café é um momento importante tanto para os parlamentares quanto para os hospitais. “Estamos em um momento de eleição e a Saúde sempre é usada como destaque nas campanhas, mas depois é esquecida por muitos candidatos eleitos. Queremos promover um encontro que mostre o tamanho e importância dos filantrópicos para a Saúde e saber quem realmente apoia o Setor”, afirmou.

Em seguida, será dado início à programação científica, com a palestra magna, que será proferida pelo Dr. Marcos Bosi Ferraz, professor Adjunto e Chefe da Disciplina de Economia e Gestão em Saúde da Escola Paulista de Medicina (UNIFESP).

À tarde, serão discutidos “O papel da tecnologia na gestão de saúde”, com a presença do diretor de Planejamento e Gestão do Hospital das Clínicas (SP), e o diretor da MR Consultoria, Rogério Medeiros; e os “Desafios da gestão de pessoas”, que terá como uma das palestrantes a juíza do Trabalho, Dra. Erotilde Minharro.

O primeiro dia do evento se encerrará com a participação de um candidato à presidência, que deve abordar seu programa para a Saúde e receber uma Carta da CMB, contendo os principais pleitos do segmento filantrópico.

Segundo dia

O segundo presidenciável será ouvido no início da programação do dia 16 de agosto, também apresentando as propostas para a Saúde e recebendo dos participantes o que se espera para o próximo mandato.

Ainda pela manhã, o painel “Gestão da Clínica: fazer melhor com menos”, vai receber o coordenador-geral dos Sistemas de Informação e analista técnico de políticas Sociais do Ministério da Saúde, Leandro Manassi Panitz, e Fabrício Campolina, coordenador do Grupo de Saúde da Abimed, coordenador do Grupo de Value Based Care, da Ethicon Brasil - J&J e Coordenador de DRG no Instituto Coalizão Saúde.

À tarde, o presidente do Hospital do Amor, Henrique Prata, fala sobre o “Resgate da participação da sociedade na sustentabilidade do hospital”; e a superintendente de Desenvolvimento Institucional do Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (GRAACC), Tammy Allersdorfer, vai apresentar o case da instituição.

Ao final, o economista de Saúde e Desenvolvimento Social do Banco Mundial, Dr. André Medici, que fará uma análise do Cenário da Saúde Pública e Suplementar, abordando, inclusive, os meandros políticos para o próximo governo.

Parcerias

O 28º Congresso é uma realização da Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB), juntamente com suas Federações estaduais, e conta com o patrocínio da Taisei Soluções em Tecnologia, e da MV.

Como parceiros, o evento conta com apoio institucional da Federação Brasileira de Hospitais (FBH), a Confederação Nacional de Saúde (CNS), Associação Nacional dos Hospitais Privados (Anahp), Econômica Desenvolvimento Social e do Instituto Filantropia, além do apoio de mídia da Revista Hospitais Brasil e da Criarmed, que responde pelo portal DiagnosticoWeb.

As inscrições online vão até o dia 31 de julho, no endereço www.cmb.org.br/congresso. As condições para a hospedagem no hotel do evento também podem ser conferidas no site.

Serviço:

O que: 28º Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos – “A evolução de uma história: novas políticas, gestão e parcerias”
Quando: 15 e 16 de agosto de 2018
Onde: Hotel Nacional, Brasília-DF
Mais informações: www.cmb.org.br/congresso

ATENDIMENTO À IMPRENSA

Lenir Camimura
Providência Comunicação
61 3321-9563/ 99658-0502
comunicação@cmb.org.br/lenir.providencia@gmail.com